terça-feira, 22 de março de 2016

Rota dos Geossítios IV

O quarto passeio pela Rota dos Geossítios leva o Pé ante pé até Alvarenga para desvendar mais três fenómenos geológicos de Arouca. Os Icnofósseis da área de Cabanas Longas (G37), o Sítio de Mira Paiva (G38) e o Marco Geodésico da Pedra Posta (G39) são os protagonistas de hoje. A Paradinha e os Caminhos de Montemuro surgem por acréscimo.

Quarto passeio pela Rota dos Geossítios
Fevereiro de 2016


O Pé ante pé começa a jornada de hoje pelos Icnofósseis da área da Cabanas Longas. O trigésimo sétimo geossítio do concelho de Arouca que integra a freguesia de Alvarega e está próximo da aldeia da Paradinha. Também conhecidos por "Cruziana", estes incofósseis passaram a estar mais acessíveis aos visitantes  após a inauguração de uma estrutura de valorização do G37.

À procura dos Icnofósseis de Cabanas Longas e do Mira Paiva
Fevereiro de 2016


Alcançada a escadaria de madeira de acesso ao G37
Fevereiro de 2016


Os Icnofósseis de Cabanas Longas correspondem ao G37
Fevereiro de 2016


À descoberta dos Icnofósseis de Cabanas Longas (G37)
Fevereiro de 2016


Inauguradas em Dezembro de 2015, a escadaria de madeira e a estrutura de ferro complementam-se no acesso ao local exacto dos Icnofósseis de Cabanas Longas. Este fenómeno geológico apresenta um elevado interesse didáctico e turístico e "corresponde a pistas de locomoção e alimentação deixadas pelas trilobites, há cerca de 480 milhões de anos", escreve o Aveiro Norte.

Estrutura de ferro de acesso aos Icnofósseis (G37)
Fevereiro de 2016


Junto dos Icnofósseis de Cabanas Longas (G37)
Fevereiro de 2016

Um exemplar de Icnofóssil
Fevereiro de 2016


Um outro exemplar de Icnofóssil
Fevereiro de 2016


Situado do Vale do Paiva, o G37 consiste em "sulcos bilobulados, escavados pelos apêndices locomotores das trilobites em fundos argilosos consistentes" e "preenchidos por areias que mais tarde originaram os atuais quartzitos", lê-se numa placa junto do local. Ou seja, há 480 milhões de anos, estas paredes rochosas seriam areias depositadas num mar antigo pouco profundo.

Junto dos Icnofósseis de Cabanas Longas (G37)
Fevereiro de 2016


Vista panorâmica alcançada da varanda dos Icnofósseis (G37)
Fevereiro de 2016


Um último olhar para a varanda dos Icnofósseis
Fevereiro de 2016


Junto dos Icnofósseis avistam medronheiros
Fevereiro de 2016


Ainda junto dos Icnofósseis de Cabanas Longas (G37), há tempo para admirar a paisagem envolvente e os medronheiros existentes no local. Estes correspondem a uma planta da região cujo fruto (o medronho), quando maduro, é vermelho e comestível. Posto isto, o Pé ante pé segue para o sítio de Mira Paiva (G38).

Ainda na escadaria de acesso ao G37
Fevereiro de 2016


A próxima paragem é no sítio de Mira Paiva
Fevereiro de 2016


Já perto do sítio de Mira Paiva
Fevereiro de 2016

Sítio de Mira Paiva (G38)
Fevereiro de 2016


O sítio de Mira Paiva é o trigésimo oitavo geossítio (G38) de Arouca que inclui um miradouro e uma área abrangente até ao rio Paiva, na sua margem direita. Situado a poucos quilómetros dos Icnofósseis de Cabanas Longas, este fenómeno geológico proporciona uma vista panorâmica ampla sobre a aldeia e a praia da Paradinha.

À descoberta do sítio de Mira Paiva
Fevereiro de 2016


Panorâmica do sítio de Mira Paiva (G38)
Fevereiro de 2016


Chegada à aldeia da Paradinha
Fevereiro de 2016


Capela da Nossa Senhora da Boa Viagem (Paradinha)
Fevereiro de 2016


O miradouro do Mira Paiva possibilita ainda observar a foz do rio Paivô e calhaus, sobretudo de quartzito e quartzo, a mais ou menos 20 metros de altitude acima do leito do Paiva. E após admirar a panorâmica do G38, o Pé ante pé sugere uma visita à aldeia da Paradinha. À entrada, a Senhora da Boa Viagem dá as boas-vindas e, numa placa, lê-se "vem amigo" e "vive o paraíso".

A aldeia da Paradinha integra as Aldeias de Portugal
Fevereiro de 2016


Aldeia da Paradinha
Fevereiro de 2016


Parque de lazer da praia da Paradinha
Fevereiro de 2016


"Contaminem os vossos rios e morrerão nos próprios detritos"
Fevereiro de 2016


A Paradinha integra o projecto Aldeias de Portugal e a rota portuguesa do Geocaching. Uma espécie de caça tesouro dos tempos modernos jogada no mundo inteiro com recurso a um GPS. O objectivo do jogo é encontrar o geocache (uma caixa ou recipiente) que encontra-se escondido num ponto de relevância como é o exemplo da praia da Paradinha. O convívio surge por acréscimo.

Praia da Paradinha e rio Paiva
Fevereiro de 2016


Uma visita à Paradinha e ao rio Paiva
Fevereiro de 2016


"É bom o Homem cuidar de si, mas é odioso cuidar só" de si
Fevereiro de 2016


O Pé ante pé já sabe onde está o geocache da Paradinha
Fevereiro de 2016


A passagem pela aldeia e praia da Paradinha é muito agradável e recomendada. Mas, depois de descoberto o geocache, o Pé ante pé regressa à estrada para atingir o último fenómeno geológico de hoje. Situado a 1222 metros de altitude, apresento o marco geodésico da Pedra Posta (G39) considerado o ponto mais elevado de Arouca e o oitavo mais alto de Portugal Continental.

Marco geodésico da Pedra Posta (G39)
Outubro de 2012


Caminhos do Montemuro
Outubro de 2012


Parque eólico da Serra de Montemuro
Outubro de 2012


Junto do ponto mais elevado do concelho de Arouca
Outubro de 2012


O passeio de hoje apresenta um itinerário a ser realizado com recurso a um carro ou outro veículo motorizado. No entanto, também fica a sugestão de caminhada pelos Caminhos do Montemuro que dão a conhecer o marco geodésico da Pedra Posta (G39). E, no fim de 19 km de pegadas, seguir de carro para os Icnofósseis (G37) e para o Mira Paiva (G38). É um dois em um.

Aventurem-se e bons passeios!

Um até já,

TS



2 comentários:

  1. Olá, Olá. Não sei se sabes mas... Bem, se não sabes, ficas a saber. Eu adoro fotografia e livros!!! Sendo assim, decidi criar um concurso relacionado com isso. Se também gostas, não vais querer perder a oportunidade de ganhar um. Vá, envia um e-mail com uma fotografia original, TUA, alusiva à escrita/livros. Para te habilitares a ganhar o prémio, também deves seguir o meu blogue e o do Miguel Pereira (autor). No dia 02 de Abril irei publicar todas as participações e aquela que tiver mais votos (comentários relativos à sua fotografia) será o vencedor de um livro, "A Analogia Da Morte".

    dianafilipa.fonseca@gmail.com
    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/
    http://the-twentythird-avenue.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Diana! É uma boa iniciativa e fiquei interessada. Qual a data limite de envio da foto?

    ResponderEliminar