quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Trilho Exótico

O ano é novo e a sugestão de caminhada também é nova. A abrir 2015, apresento o Trilho Exótico para fechar a descrição dos percursos pedestres de Arouca. Uma pequena rota de 9 km carregados de desníveis, ora ascendentes ora descendentes, que são acompanhados por agradáveis essências e paisagens (ver abaixo fotogaleria) da Serra da Freita e arredores.

Essências da PR 16 - Trilho Exótico


A PR 16 - Trilho Exótico - desvenda, assim com a Viagem à Pré-História da Freita, recantos da serra que amo. Uma caminhada com início na aldeia do Merujal, passagem pela estrada de acesso à capela da Srª da Lage, mergulho nas profundezas dos montes e vales envolventes e retorno à estrada principal para, agora, rumar ao parque de merendas do Vale da Raiz. Depois, uma passagem pelo parque de merendas do Merujal e pelo refúgio da Freita onde, por fim, retoma-se ao ponto inicial. 

A PR 16 tem 9 km de distância e 2 a 3 horas de duração


Deixada para trás a aldeia do Merujal, os caminheiros encontram a estrada principal de acesso à capela da Srª da Lage e ao parque de campismo da Freita. Deste ponto até ao refúgio são 500 metros de caminho, até ao parque de merendas do Merujal é 1,20 km e até ao parque do Vale da Raiz são 2,20 km. Tudo pontos de passagem da PR 16, que tem o seu trilho marcado por caminhos de montanha e por estradas asfaltadas. É só seguir as marcas vermelhas e amarelas.

Capela da Srª da Lage


A capela da Srª da Lage abre portas a 3 de maio e toda a zona envolvente (estrada incluída) enche de vendedores e visitantes. Forma-se um verdadeiro arraial à moda antiga pois a tradição permanece a cada ano que passa, no lugar do Merujal. Posto este aparte, é tempo de seguir a tabuleta de madeira que indica aos caminheiros que têm de deixar a estrada e enveredar por um caminho de terra. E, aqui, encontramos o primeiro grande desnível. Começamos a descer bastante sobre um piso irregular.

Zona onde atingi-se a cota mais baixa (400 m) da PR 16


À medida que descemos, deparamos que a PR 16 é uma pequena rota circular que requer alguma prática de caminhada em terrenos de montanha. O piso é composto por imensos pedregulhos soltos que dificultam a descida. Mas, com calma, qualquer pessoa com mobilidade activa consegue. Eis que atingimos a quota mais baixa (400 metros) do percurso e avistamos uma vasta área de árvores exóticos. A seguir, toma-se um caminho à direita e à espera dos caminheiros está, agora, um desnível ascendente.

Ponto de início do desnível ascendente da PR 16


Giesta


Urze


Carqueja


Este troço de estrada  integra a PR 16


Vista panorâmica sobre a vila de Arouca


Parque de merendas do Vale da Raiz


Marca indica que seguir em frente é o Caminho Certo


Depois de uma subida um pouco conturbada, os caminheiros voltam a pisar a estrada de alcatrão para, logo de seguida, virar à esquerda e tomar um novo caminho de montanha. Daqui, seguem para o parque de merendas do Vale da Raiz e, um quilómetro à frente, o parque de merendas do Merujal. Mais uns metros e estamos lado a lado com a entrada do refúgio da Freita e perto da aldeia, onde teve início e termina o Trilho Exótico.

video
Essências e paisagens do Trilho Exótico


O Trilho Exótico é um bom motivo para fazer uma visita e caminhada pela Freita. É um trilho de 9 km de distância e de 2 a 3 horas de duração, que exige uma vista de olhos a cada pormenor, essência e paisagem que contempla (ver acima fotogaleria). Dependendo da época do ano, os visitantes podem chegar a serra e encontrar um cenário mais cinzento ou mais florido. As carquejas, urzes e giestas são algumas das plantas que decoram a tela de amarelo e rosa.

Aventurem-se e boas caminhadas!

Um até já,

TS